quinta-feira, 12 de novembro de 2015

DAIN/UERN realiza mais uma ação do Projeto REFAZ na Penitenciária Mário Negócio

A Diretoria de Políticas e Ações Inclusivas da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (DAIN/UERN) realiza nesta quinta-feira (12), durante todo o dia, mais ação na Penitenciária Agrícola Dr. Mário Negócio, dentro das atividades do Programa Interdisciplinar de Ressocialização Carcerária do Rio Grande do Norte (REFAZ).

De acordo com a professora Ana Lúcia Aguiar, diretora da DAIN, a ação tem o objetivo de dar continuidade aos trabalhos que estão sendo desenvolvidos pela diretoria, junto do programa maior, que tem como meta a ressocialização dos apenados. Nesta perspectiva, a DAIN elaborou e está desenvolvendo junto com os apenados, o projeto “História de Vida em Música, Desenho e Teatro”, como explica a professora Ana Lúcia Aguiar, diretora da DAIN. “A partir dessas histórias de vida, nós conseguimos acessar os interesses, desejos e oportunidades em compartilhar os saberes do dia-a-dia”.

O projeto será desenvolvido em dois anos. Neste encontro, os apenados tiveram a oportunidade de participar de uma palestra sobre a remissão de pena através da leitura e tiveram o primeiro contato com a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), além da leitura dos desenhos já confeccionados.

O "Programa Interdisciplinar de Ressocialização Carcerária do Rio Grande do Norte - Programa ReFaz", nasceu de um diálogo entre o Reitor Pedro Fernandes (UERN) e o promotor Antônio Siqueira Cabral da 39ª promotoria de tutela do Sistema Penitenciário.

O Programa ReFaz intenta promover diálogos entre as entidades sociais e acadêmicas em prol da População Carcerária entendendo que esforços conjuntos possuem mais expressividade e resolutividade em benefício de uma população extremamente carente de atuação de políticas públicas.  O programa é coordenado pela Pró-Reitoria de Extensão da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (PROEX/UERN), por meio da Diretoria de Extensão (DIEX). 

Fonte: UERN

Gostou da Postagem?

0 comentários:

Postar um comentário