sábado, 20 de outubro de 2012

MP envolve Micarla, Miguel Weber e mais dois secretários em fraudes na saúde de Natal


Em coletiva realizada no final da manhã desta quinta-feira (18), o procurador-geral de Justiça do Rio Grande do Norte, Manoel Onofre Neto, revelou que existem 'fortes indícios' da participação da prefeita do Natal, Micarla de Sousa (PV), no esquema fraudulento de desvio de dinheiro da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por meio da contratação de organizações sociais para gerirem a UPA e as AMEs, o que acabou desencadeando a Operação Assepsia, no dia 27 de junho deste ano.

Onofre Neto apontou ainda para a suposta participação do titular da Secopa, Jean Valério, e do secretário municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), Bosco Afonso, além de Miguel Weber, esposo de Micarla, no esquema fraudulento. O Ministério Público pede o afastamento da prefeita Micarla de Sousa (PV), através de uma Medida Cautelar Penal requerida junto ao Tribunal de Justiça para a suspensão das atividades da chefe do executivo. O procedimento criminal terá como relator desembargador Amaury Moura.

O procurador não especificou como Miguel e os secretários teria agido no suposto esquema, porque o processo corre sob sigilo de justiça. “Mas há indícios da participação deles”, se limitou.

Gostou da Postagem?

0 comentários:

Postar um comentário