sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Será que Dilma deve sua vitória somente ao Nordeste?

Por Rizamar Bezerra

Após a confirmação da vitória de Dilma Rousseff (PT) sobre o candidato José Serra (PSDB), deu-se início a uma onda de caça aos nordestinos. Motivo: foi o nordeste que deu a vitória a Dilma.

Assim pensou a estudante de Direito, Mayara Petruso, que postou em seu twitter a frase: “brasileiros, agora fodam-se! isso que da, dar direito de voto pra nordestino.” Essa frase foi a primeira de uma sequência que deixaram o país inteiro sem entender de onde havia tanto ódio contra os nordestinos.

Mas surge a pergunta: será que foi o nordeste quem realmente decidiu para eleger a primeira mulher como mandatária do Brasil? Eu recebi um email de uma amiga de Caraúbas/RN e nele consta um relatório surpreendente.

Observando o mapa do Brasil, em nenhum Estado do Nordeste José Serra venceu; portanto, se dependesse do Nordeste o tucano perderia as eleições. Nesta região, Dilma obteve 41,2% de vantagem do seu adversário, representando 10.733.007 (dez milhões, setecentos e trinta e três mil e sete) votos.


No entanto, mesmo com essa vantagem de votos acima mencionada, vamos supor que o Tribunal Superior Eleitoral excluiu todos os eleitores nordestinos. Mesmo assim a candidata petista ganharia as eleições com uma diferença de 1.320.463 (um milhão, trezentos e vinte mil e quatrocentos e sessenta e três) votos, que em percentuais seria com 1,8% sobre o candidato derrotado.


Numa situação mais diferente, excluindo todos os eleitores do nordeste e norte, a vitória de Dilma Rousseff era garantida. Mas como isso pode ter acontecido se nessas três regiões do país a petista só ganhou em apenas 02 (dois) Estados da Federação quando as três regiões são compostas por 10 (dez) Estados e ainda há o Distrito Federal?

É simples.  Com a vitória petista nos Estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais de 3,8% que representou 1.630.604 (um milhão, seiscentos e trinta mil e seiscentos e quatro) votos foi o suficiente para ganhar de José Serra nos demais Estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Consagrando a vitória de Dilma Rousseff com uma diferença de 275.124 (duzentos e setenta e cinco mil e cento e vinte quatro) votos.


É uma análise muito interessante porque é constatado que não foram apenas os nordestinos que elegeram a primeira mulher como Presidente do País, mas sim todo o povo brasileiro.  Depois de uma análise dessas, portanto, cabe aos xenófobos checar os números e decidir o que fazer com metade de seus conterrâneos. 

Diga não a xenofobia; somos nordestinos com muito orgulho!

Obs: A cor vermelha representa Dilma e a azul, Serra.

Fontes:
  HeartBeartz
  Uol/PlacarEleições
  Clic RBC
  O Globo
  Estadão

Gostou da Postagem?

2 comentários:

  1. De qualquer forma foi uma derrota de todos nós e a vitoria do monarquista lula que mesmo deixando de ser presidente é o rei do brasil. Tanto é que ele confessou ter dado permissão para o ladrão boliviano roubar a filial da petrobrás lá na bolivia. Ele deve se considerar dono do patrimonio do brasil para dar de mão beijada algo que ele mesmo disse em palanque que pertence ao povo brasileiro. Fora a dilma perdoar dividas lá fora enquanto vi noticia de pecuarista que se matou de desespero por causa de divida com bancos. É uma vergonha ter esses ladrões cuidando de nosso patrimonio. Nunca antes se tirou tantos milhões da pobreza, e é claro que estou falando de dinheiro roubado e não de pessoas.

    ResponderExcluir
  2. Vivem dizendo que é a primeira mulher eleita no brasil, mas eu gostaria que não fosse uma boneca do lula na presidencia. Não é porque é mulher que devia ser submissa a esse sapo barbudo. Preferia a Marina ou qualquer outra mulher de peito no lugar dessa pessoas.

    ResponderExcluir