sábado, 2 de junho de 2012

A Verdade sobre o Amor


Por Luíz Carlos de Almeida

_Digo a todos!
Aqui está a verdade sobre o amor!
Não o Amor que a todos vocês vem e como o sopro ou a brisa,
De momentânea e ligeiramente, sutis e leves,
Fugidias e rapidamente se vai...
Mas o verdadeiro Amor!
Como posso fazer uma comparação lógica?...
...! AMOR QUE UMA MÃE CHEIA DE DEVOÇÃO PELO FILHO ÚNICO TEM!
Digamos que tal Amor não exista entre um homem por uma mulher...
...Claro! Sendo o mesmo homem pai de certa mulher não cogitamos... Há...
Digo um Amor de calor e ternura,
Afeto e paixão,
Complacência e amizade...
...Pode existir?...
...Sim existe!
Quando que juntos ele se consome e alimenta a si próprio,
Quando estamos longe há uma chama de saudade e aflição que nos conectam,
Que quando um diz: isto basta!
Não haverá ressentimento,
E quando a ti ele “O AMOR” eleva,
Quando o eleva e não consegues dizer: odeio a ti!
Quando em si o próprio amor se conserva!

Gostou da Postagem?

0 comentários:

Postar um comentário