terça-feira, 10 de novembro de 2015

Ibama abre concurso com 680 vagas e salário inicial de R$ 7.675,45

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Concurso Ibama) contará com o reforço de 680 concursados, em breve. O órgão solicitou a autorização do Ministério do Planejamento para oferecer 500 oportunidades de analista ambiental e 180 de analista administrativo, funções de nível superior, com inicial de R$ 7.675,45, incluindo o auxílio-alimentação, de R$

Os cargos proporcionam estabilidade, conferida pelo regime estatutário de contratação, bem como a possibilidade de promover ações a favor da biodiversidade, literalmente como “fiscal da natureza”, em alusão ao cargo dos sonhos de muitos que buscam qualidade de vida. A solicitação do concurso é analisada no Ministério do Planejamento desde 25 de maio, e ainda passará pelas áreas técnicas da pasta, devendo fazer parte do Orçamento da União em 2016, o que não impede que as seleções sejam autorizadas ainda este ano.

Portanto, quem tem afinidade com a área ambiental deve logo iniciar os estudos, podendo mesmo basear-se no conteúdo do concurso anterior, feito em 2012. Na ocasião, 108 vagas foram oferecidas para analista ambiental, 61 para analista administrativo e 300 para técnico administrativo.

As áreas de analista ambiental foram licenciamento ambiental, monitoramento, regulação, controle, fiscalização e auditoria ambiental; e gestão, proteção e controle da qualidade ambiental. As vagas foram para o Rio de Janeiro e Brasília. Já para os cargos da área administrativa, as oportunidades foram distribuídas por 18 estados, além da capital federal.

Como a disputa promete ser acirrada, a boa notícia é que, segundo levantamento das entidades que representam os servidores do Ibama, 51,6% dos funcionários estão aptos a se aposentar este ano, o que indica que mais aprovados nos concursos possam ser convocados, além da oferta inicial. A informação foi dada na reunião da nova presidente do Ibama, Marilene Ramos, com a Asibama, o Sindsep, Condisef e Ascema Nacional, em maio.

No encontro foi sinalizada de forma positiva a lotação de profissionais para a área de Tecnologia da Informação, que conta predominantemente com temporários. Foi confirmado ainda que 686 cargos estão vagos, e ainda que o Ministério do Meio Ambiente (MMA) havia pedido 1.400 vagas ao Ministério do Planejamento para técnicos e analistas, a fim de suprir carências no Ibama.

Fonte: Jornal do Estado MS

Gostou da Postagem?

0 comentários:

Postar um comentário