sexta-feira, 22 de julho de 2011

Pesquisa aponta que o Rio Grande do Norte paga o pior salário ao professor no Brasil

Uma pesquisa realizada pelo Sindicato dos Professores no Estado do Ceará constatou uma realidade vivenciada por todos os professores da rede estadual de ensino do Rio Grande do Norte: o RN paga o pior salário a um professor no Brasil.

O atual salário médio pago a um docente pela administração estadual é de R$ 1.157,33, levando em consideração a remuneração iniciante com licenciatura plena e jornada de 40 horas-aula semanais ou 200 horas-aula mensais, incluindo as gratificações. "A pesquisa confirma a necessidade da nossa luta, pois não existe preocupação do Governo do Estado com a categoria", diz Rômulo Arnaud, coordenador regional do Sindicato dos Trabalhadores em Educação no RN (Sinte/RN).

No RN, segundo a pesquisa, o salário-base do professor, sem incorporação de quaisquer vantagens, é de R$ 868,00. A pesquisa do Sindicato dos Professores do Estado do Ceará analisou ainda o valor da hora-aula pago no RN, colocando o RN em último lugar no ranking, com uma hora-aula valendo R$ 5,79.

Na comparação com o salário mínimo, o salário de professor da rede estadual potiguar também fica na última colocação. Enquanto o melhor salário pago ao professor no Brasil representa 7,42 salários mínimos, no RN, ele vale apenas 2,12 salários mínimos.

A diferença entre o maior salário pago ao professor no Nordeste (R$ 3.263,38, pago pelo Maranhão) e o menor (R$ 1.157,33, no RN) é de R$ 2.106,05. Já entre o maior salário do Brasil (R$ 4.047,49, pago por Roraima) e o do RN é de R$ 2.890,16.

Segundo o coordenador regional do Sinte/RN, em 2006, quando o Plano de Cargos e Carreiras de Salários da categoria foi implantado, a remuneração dos professores no Estado ficou entre as dez maiores do país.

Fonte: O Mossoroense/Blog do Pôla Pinto/Blog Do Campelo

Gostou da Postagem?

0 comentários:

Postar um comentário