sexta-feira, 11 de setembro de 2015

[Poesia] CAÇADOR DE METÁFORAS


Deus, meu sábio Pai celeste me ilumine,
Diz onde e quando vou me achar com a poesia,
Os poetas narram com beleza até o que a lei define,
E eu vivo caçando metáforas todo dia...


A rima e a métrica traz dor de cabeça,

E com a caça infrutífera bate a vontade de desistir,
Gritar ao poeta em mim que a poesia esqueça,
Pois poeta sem metáforas é cão que só faz latir.


Não, não ceifarei,meu Deus, um sonho dourado,

Meu coração com a minha timidez esta revoltado,
Se a sina for sofrer, “derramarei meu pranto”...


Sonetos de fidelidade a minha dor escreverei,

Versos meus rimados, e metrificados um dia verei,
Meu Deus, permita-me  mil tentativas  ser poeta...

Aureci Bezerra da Silva,
Mossoró-RN, 13 de Agosto de 2013.


Gostou da Postagem?

0 comentários:

Postar um comentário