terça-feira, 29 de julho de 2014

Município potiguar, acredite, não registra homicídios há quase seis anos

Com o Rio Grande do Norte vivendo momentos complicados na questão da segurança, com mais de 1000 homicídios sendo registrados apenas em 2014, as cidades que conseguem “Frear” essa violência têm muito o que comemorar. Uma das “sortudas” é São Vicente, na região Central do RN.

Com uma população de 6038 habitantes, a cidade não registra homicídios há quase seis anos. Fato comemorado pelos habitantes do local. “São Vicente é uma cidade muito tranquila. Uma cidade muito boa de se viver. Aqui é um local que ainda podemos sentar na calçada e jogar conversa fora com os nossos amigos sem ter aquele medo de que alguém vai aparecer e nos fazer alguma coisa”, afirmou Maria José Medeiros, moradora e secretária de administração do município.

Segundo ela, a própria índole das pessoas é a principal razão pela qual a cidade consegue permanecer segura mesmo com o Estado atingindo índices alarmantes de criminalidade. “Aqui todo mundo conhece todo mundo. As pessoas são amigas e tentam manter um bom relacionamento com todos”, destacou a secretária, que teve dificuldades para lembrar a última grande ocorrência registrada no local. “Aqui o máximo que acontece é uma discussão entre vizinhos. Mas tudo se resolve de uma forma muito rápida. Como eu falei, as pessoas não gostam de ter qualquer desavença, pois todos se conhecem”.

Já para o delegado José Carlos, titular da Delegacia da Polícia Civil do Interior (DPCIN), esse tipo de situação é comum em cidades com uma população menor. “Realmente São Vicente é um caso que chama atenção, pois já faz muito tempo que não ocorre um homicídio lá. Entretanto, já tivemos várias cidades que passaram alguns anos sem registrar nenhum homicídio também. As cidades do interior, onde as pessoas se conhecem, querem viver pacatamente”.

Apesar de a própria população ajudar, José Carlos conta que a polícia tem tido a preocupação de fazer alguns projetos para evitar que os jovens desses municípios entrem no mundo do crime. “Temos feito alguns programas para combater a questão das drogas, por exemplo. Principalmente o crack, pois não temos como esconder que o crack, hoje em dia, é o nosso maior problema. Tudo começa com as drogas. Se conseguirmos evitar que os jovens entrem no mundo das drogas, nós iremos conseguir manter os índices de criminalidade dessas cidades em baixa”.


Veja outros municípios potiguares que não registraram assassinatos em 2014

Agreste Potiguar: Bento Fernandes, Jandaíra, Lagoa D’Anita, Lagos de Velhos, Lajes Pintadas, Monte das Gamaleiras, Passagem, Riachuelo, Ruy Barbosa, Santa Maria, São Bento do Trairi, Senador Elói de Souza, Serrinha, Sítio Novo e Várzea.

Central Potiguar: Acari, Caiçara do Rio do Vento, Carnaúba dos Dantas, Cerra Corá, Cruzeta, Equador, Fernando Pedroza, Florânia, Galinhos, Ipueira, Jardim de Angicos, Jardim do Seridó, Pedra Preta, Pedro Avelino, Santana do Seridó, São Fernando, São João do Sabugi, São José do Seridó e Timbaúba dos Batistas.

Leste Potiguar: Baía Formosa, Rio do Fogo, Senador Georgino Avelino e Taipu e Vila Flor.

Oeste Potiguar: Água Nova, Almino Afonso, Campo Grande, Carnaubais, Coronel João Pessoa, Doutor Severiano, Encanto, Felipe Guerra, Francisco Dantas, Frutuoso Gomes, Grossos, Itaú, João Dias, José da Penha, Lucrécia, Major Sales, Marcelino Vieira, Messias Targino, Olho d’Água dos Borges, Paraná, Portalegre, Porto do Mangue, Riacho da Cruz, Riacho de Santana, São Francisco do Oeste, Severiano Melo, Taboleiro Grande, Venha-Ver e Viçosa.

Gostou da Postagem?

0 comentários:

Postar um comentário