domingo, 10 de junho de 2012

Série B: América vence o Bragantino e ABC perde para o Ceará


Na Sexta: América derrota Bragantino por 2 a 1 e segue invicto na Série B

Atuando em seus domínios, na noite desta sexta-feira, o América deu prosseguimento à boa campanha na Série B do Campeonato Brasileiro e derrotou a equipe do Bragantino pelo placar de 2 a 1. Os gols do América foram marcados por Isac, aos 40 do primeiro tempo, e Soares, aos 35 da etapa final. Fernando Gabriel marcou o do Bragantino, aos 24 do segundo tempo.

Com o resultado positivo no estádio Nazarentão, em Goianinha, o time da casa segue invicto na competição e sobe para 13 pontos conquistados em cinco rodadas, com quatro vitórias e um empate, ocupando a vice-liderança da Série B. Já o Bragantino continua na parte de baixo da tabela, em 14º, com somente quatro pontos ganhos.

Na próxima sexta-feira, às 21h, o América visita o São Caetano, no estádio Anacleto Campanella. Já o Bragantino joga no sábado, dia 16 de junho, contra o Guaratinguetá, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista-SP.

O Jogo 

Jogando diante de sua torcida, o América começou tomando a iniciativa na partida e pressionou o Bragantino nos minutos iniciais. O meia Júnior Xuxa começou comandando as ações ofensivas do time de Natal. O atacante Isac também apareceu em alguns lances de perigo.

Já aos quatro minutos de jogo, Isac recebeu lançamento da esquerda, bateu colocado e levou perigo para a meta do goleiro Alê.

A equipe paulista seguiu acuada, sem conseguir fazer a bola chegar aos atacantes Giancarlo e Malaquias.

Aos 18 minutos, a primeira chance clara de gol para o Bragantino: Victor Ferraz recebeu bola no meio e bateu para o gol, assustando o goleiro Dida.

Novamente o lateral Victor Ferraz voltou a aparecer aos 23 minutos, em chute de fora da área que foi bloqueado pela zaga.

Aos 40 minutos do primeiro tempo, a pressão do time da casa deu resultado. Após cruzamento de Lúcio da esquerda, Isac fez um lindo gol de cabeça, sem chances para o goleiro Alê.

Um minuto depois de ter sofrido o gol, a equipe de Bragança Paulista se complicou ainda mais na partida. Silvio fez falta boba em Junior Xuxa, tomou o segundo cartão amarelo e foi expulso da partida.

Aos 43 minutos Isac ficou cara a cara com o goleiro Alê, chutou no meio, mas viu o arqueiro realizar grande defesa e evitar o segundo gol dos potiguares.

Nos instantes finais da etapa inicial, o América seguiu pressionando para tentar ampliar o placar, mas a vantagem mínima foi a que permaneceu na ida aos vestiários.

Na volta dos vestiários, a configuração da partida seguiu a mesma, com o América tomando a iniciativa. Aos nove minutos, uma grande chance para o alvirrubro ampliar o marcador: Lucio recebeu na entrada da área e deu passe para Isac, que tentou fazer o gol de carrinho mas perdeu a chance clara.

Aos 15, após cobrança de falta de Fernando Gabriel, Dida faz grande defesa e evita o gol de empate dos paulistas.

Na cara do gol de Alê, aos 22, Isac passou para Pingo e ele bateu para fora, perdendo chance incrível de fazer 2 a 0.

O América continuou bobeando e, aos 24 minutos, veio a punição. Fernando Gabriel acertou linda cobrança de falta e igualou o marcador no Nazarentão.

Mesmo após tomar o gol, o América seguiu desperdiçando chances. Com 29 minutos, Wanderson cruzou rasteiro e Isac, na pequena área, perdeu mais um gol, mandando por cima da meta defendida por Alê.

Aos 34 minutos, o técnico Roberto Fernandes resolveu promover uma alteração no América, tirando Márcio Passos e colocando Soares. Em seu primeiro lance no jogo, aos 35, Soares bateu cruzado e colocou o time potiguar novamente na liderança do placar: 2 a 1.

O confronto ficou movimentado nos minutos finais, com o Bragantino tentando buscar o empate de forma desesperada e o América buscando o terceiro para garantir a vitória.

Continuando a manter sua fama na partida, o atacante Isac cabeceou para fora, aos 41, e perdeu mais um gol.

No Sábado: Ceará derrota ABC e garante a sua primeira vitória

A torcida do Ceará finalmente pôde comemorar uma vitória no Brasileiro da Série B deste ano. Embora tenha levado dois sustos no segundo tempo, o Vozão segurou o triunfo por 4 a 2 e venceu o ABC com tranquilidade neste sábado, no Presidente Vargas.

Os três pontos somados amenizam a incômoda situação da equipe cearense na competição. O time chega aos quatro no torneio e recupera condições de brigar com os clubes que ocupam as posições intermediárias da tabela de classificação. Já o ABC permanece com cinco conquistados até o momento, na 13ª colocação.

O Jogo 

Após uma investida perigosa do ABC nos primeiros minutos de jogo, o Ceará resolveu aproveitar o seu mando de campo e tratou de inaugurar o marcador aos oito minutos de jogo. Mota deu um corta luz no meio-campo e partiu em velocidade. O atleta recebeu de volta na intermediária e limpou os marcadores que tinha pela frente para vencer o goleiro e colocar sua equipe na dianteira.

Melhor em campo, o Vozão continuava com uma postura ofensiva e buscava opções no ataque para ampliar a vantagem. Aos 25 minutos, Andrey praticou bela defesa e impediu o gol de Rogerinho. Dez minutos depois, Romário testou o arqueiro abecedista e parou na boa intervenção do camisa 1 potiguar.

Mesmo superior em campo, o Ceará levou um susto graças a um erro da arbitragem. Após partir em velocidade pela esquerda, o atacante do ABC foi derrubado fora da área, mas o juiz da partida assinalou pênalti. Na cobrança, Raul tirou do goleiro e deixou tudo igual no PV.

O empate, no entanto, durou pouco tempo. Luizão aproveitou cruzamento para dentro da área aos oito minutos do segundo tempo e cabeceou no canto do goleiro Andrey, sem chances de defesa. O gol incendiou a torcida presente no estádio e embalou o time nos minutos restantes da partida.

Aos 17 minutos, Róbston deu belo passe para Eusébio, mas Alison conseguiu intervir para impedir o avanço do Ceará. Cinco minutos depois, Mota apareceu novamente e anotou o terceiro do Vozão após o chute de Apodi. A bola desviou no meio do caminho e enganou o goleiro Andrey, que não conseguiu se recuperar para alcançar o chute do artilheiro alvinegro na sequência.

Os donos da casa poderiam ter sacramentado uma verdadeira goleada se Róbston não fosse flagrado pelo bandeira em posição de impedimento. O volante deixou o seu aos 26 minutos, mas o auxiliar viu irregularidade no lance e anulou aquele que seria o quarto dos anfitriões.

Em resposta, o ABC se lançou ao ataque pelo lado esquerdo e conseguiu diminuir graças a uma falha do goleiro Fernando Henrique. Aos 28 minutos, Adriano Pardal fez boa jogada individual e chutou rasteiro, sem ângulo algum. No entanto, a bola passou por debaixo das pernas do arqueiro cearense e morreu no fundo das redes alvinegras.

Apesar de ter anotado o seu segundo no confronto, o ABC não conseguiu aproveitar o embalo e viu o seu adversário ampliar ainda mais a vantagem com um pênalti, aos 34 minutos da etapa complementar. O técnico PC Gusmão mandou Mota tomar a bola e efetuar a cobrança, mas Romário ignorou o apelo de seu treinador e chutou no meio, colocando números finais ao marcador.

Fonte: gazetaesportiva.net via Tribuna do Norte

Gostou da Postagem?

0 comentários:

Postar um comentário