terça-feira, 15 de novembro de 2011

Depois de 50 anos separado, casal se reencontra e oficializa união aos 80 anos

O casal Irene Moura e Fernando Fernandes não sabia, mas o destino reservou um final feliz para um romance que esperou meio século para acontecer no Rio Grande do Norte. Depois de ficarem 50 anos separados, os dois se reencontraram em 2002, passaram a morar juntos e, aos 80 anos de idade, resolveram se casar. A cerimônia está marcada para esta terça-feira (15), na Igreja do Alto de São Manoel, em Mossoró (RN).

A vida do casal é marcada por coincidências. Eles têm a mesma idade, se casaram com outras pessoas na mesma época, tiveram dois filhos cada um e ficaram viúvos. A noiva não esconde a ansiedade: “Ele é o amor da minha vida”.

O noivo Fernando disse que sempre lamentou o fim do namoro, ocorrido em 1952. “O namoro era recente e acabou porque eu me mudei de cidade e arrumei outro emprego. Naquela época, tudo era complicado. Cheguei a mandar cartas e visitar ela algumas vezes, mas o namoro acabou. Mas Deus nos uniu novamente porque tínhamos que terminar juntos”.

O reencontro

O reencontro ocorreu, segundo Irene, com a ajuda de uma pessoa conhecida do casal, que levou o bilhete com o número do telefone de Irene para Fernando - que morava em Messias Targino a (100 km de Mossoró).

Estava no protético esperando a minha vez quando uma senhora puxou conversa comigo e disse que não via a hora de ser atendida para voltar para a cidade dela. Quando ela falou que era Messias Targino, lembrei que tinha ido à cidade uma vez quando tinha 20 anos. Comentei que o nome dele era Fernando e as coincidências começaram a acontecer”, lembra.

Na conversa, a mulher disse que Fernando, logo depois de ficar viúvo, comentou que não tinha esquecido um namoro que teve aos 20 anos e contou que nunca tinha beijado a namorada, que se chamava Irene.

Irene anotou seu nome e telefone em um pedaço de papel. “Dois dias depois ele me ligou. Gastou dois cartões telefônicos. Combinamos de ele vir aqui no dia 11, mas ele se apressou e chegou três dias antes do combinado”, contou. “Vivemos felizes nossos relacionamentos, mas nunca esquecemos um do outro”.

Segundo Irene, o pedido de casamento veio em comemoração aos dez anos de convivência do casal. “Um amor desses jamais deveria ficar sem ser oficializado”.

Fonte: Bol Notícias

Gostou da Postagem?

0 comentários:

Postar um comentário