quinta-feira, 14 de julho de 2011

Patu - Caern adota medidas para resolver problema de abastecimento de água em Patu

Do Tribuna do Norte

A cidade de Patu, na região do Médio Oeste potiguar, vai ter resolvido o problema da falta de água. Quem garante é a Companhia de águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), que  prevê duas ações para solucionar a questão. A empresa está concluindo melhoramentos no projeto de ampliação do serviço de abastecimento de água, que deve ser reiniciado após a aquisição do material, que está sendo licitado e, de imediato, vai instalar quatro mil hidrômetros nas cidades abastecidas pela Adutora Arnóbio Abreu, entre as quais se encontra Patu. A implantação dos hidrômetros deve ser iniciada ainda neste mês de julho e concluída em 90 dias.

A Caern vai investir cerca de R$ 660 mil na aquisição dos hidrômetros, instalação dos equipamentos e fiscalização dos ramais. Somente em Patu serão instalados 1.500 medidores. A Companhia vai implantar estações elevatórias, quando da ampliação da rede de distribuição de água, atendendo toda a área urbana do município.

O assessor de Empreendimentos da Caern, Marcos Antonio Rocha, informa que, com a implantação dos hidrômetros, o desperdício de água será sensivelmente reduzido, melhorando a oferta de água principalmente para Patu, a última cidade entre as abastecidas pela adutora. Também serão beneficiadas as cidades de Paraú, Campo Grande, Triunfo Potiguar, Janduis e Messias Targino, todas abastecidas pela adutora, que tem captação na Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, no Assu e que fornece 312 mil litros de água por hora para as seis cidades e comunidade rurais.

Ampliação

A Caern também está finalizando o processo licitatório, visando a aquisição de material hidráulico para concluir a ampliação do serviço de abastecimento de água de Patu. O sistema terá mais dois novos reservatórios com capacidade para armazenar 330 mil litros de água, incremento que vai resolver definitivamente o problema de desabastecimento na cidade.

Gostou da Postagem?

0 comentários:

Postar um comentário