sexta-feira, 28 de maio de 2010

Pintura Poética

É bastante comum encontrar nas páginas do Caderno Universo do Jornal o Mossoroense versos de algum poeta Messiense.

No último domingo, 23 de maio, quem teve  uma de suas poesias publicada no jornal foi o Annanias Medeiros.

Pintura Poética
Annanias Medeiros

Arte cega
Morta
Entrelaço de tinta
Sem cor
Abraços de quem pinta
Com dor
Olhe! Sinta!

Quadros da solidão
Pinturas de dor
Telas da criação
Manchas do amor

O barro forma a melancolia
O gesso, a nostalgia
Esculpida, uma lágrima fria

Retratos do nada
Fotos da mágoa
Desenhos de água

Pincéis de carne
Tinta vermelha
Pedaços de mármore
Artista que se espelha

Teatro da razão
Na vida de encenação
Que pintamos as cegas
Sem a mínima noção.

Fonte: O Mossoroense

Gostou da Postagem?

Um comentário:

  1. Houve um engano no jornal, essa poesia não é minha.
    Ananias

    ResponderExcluir