sábado, 26 de janeiro de 2013

'Marcha do Fio de Aço' reúne médicos em protesto ao caos na saúde do RN


Médicos do Rio Grande do Norte realizaram no final da manhã deste sábado (26), em Natal, um protesto contra as condições alarmantes em que se encontra a saúde pública no estado, percorrendo trechos das avenidas Hermes da Fonseca e Salgado Filho – entre a Associação Médica do RN e o Complexo Hospitalar Monsenhor Walfredo Gurgel. A 'Marcha do Fio de Aço', como foi chamado o ato, recebeu este nome em alusão à falta de fio de aço para fechar um paciente durante uma cirurgia de emergência realizada no próprio Walfredo Gurgel - maior unidade pública de saúde no estado. A situação levou o cirurgião Jeancarlo Cavalcanti, que também é presidente do Conselho Regional de Medicina do RN, a filmar o caso. As imagens foram exibidas pelo Jornal Hoje, da Rede Globo, no último dia 17.

Após a divulgação do vídeo, Jeancarlo foi denunciado pelo secretário estadual da Saúde, Isaú Gerino, ao Conselho Federal de Medicina e ao próprio Conselho Regional de Medicina. “Fui alvo das denúncias e acusado de ser antiético porque falei a verdade. Dizem que imagens valem mais que mil palavras, por isso decidi mostrar o caos em que se encontra a nossa saúde. Foi isso o que eu fiz”, defendeu-se o médico.

No próximo dia 29, a greve dos médicos do Estado completa 9 meses. O Sindicato dos Médicos do RN disse que a categoria foi surpreendida, no último dia 15, com uma nota oficial do governo anunciando, compulsoriamente, o reajuste para os médicos e corte do ponto para os grevistas. “Ainda assim, os médicos mantiveram o movimento grevista, visto que, haviam outras reivindicações. Nossa luta não é somente e nem principalmente por questão salarial. Lutamos por melhores condições de trabalho. Ao que parece, o Governo não sabe ou não quer saber disso. Lutamos por dignidade”, declarou o presidente do Sinmed, Geraldo Ferreira.

Fonte: G1 via Blog do Toinho

Gostou da Postagem?

0 comentários:

Postar um comentário