segunda-feira, 18 de junho de 2012

Almino Afonso/RN: Biblioteca Comunitária Juscelino Kubitschek Está Entre as Três Referências da Cultura Potiguar


De acordo com o jovem Danilo Bezerra Vieira, responsável pela Biblioteca Comunitária Juscelino Kubitschek, localizada no sítio Três Altos no município de Almino Afonso/RN, a biblioteca fundada em 2008 está entre as três referências Culturais do Rio Grande do Norte.

Segundo o jovem de apenas 17 anos, os Diários Associados (Órgão que é composto por alguns meios de comunicação do estado), promove anualmente o Prêmio de Cultura Potiguar. Para este ano, a organização do evento acrescentou a sua lista de categorias o Envolvimento Social.

Nessa nova categoria os organizadores do prêmio decidiram selecionar grupos ou indivíduos de pessoas que através de ações e iniciativas sociais levassem outras pessoas a ter sua formação cultural. Com isso, veio a indicação por parte de Danilo e sua Biblioteca.

O órgão, justificou a indicação de Danilo, afirmando que ele construiu por iniciativa própria e sem ajuda governamental uma biblioteca comunitária no município de Almino Afonso/RN. A ação chegou a ser noticiada em nível nacional levando o estudante ao Palácio do Planalto para ser reconhecido pela presidenta Dilma.

A entrega da premiação acontecerá próximo dia 28 no Teatro Alberto Maranhão em Natal/RN. Além de Danilo concorrem ao Prêmio o Maestro Gilberto Cabral que comanda a Ilha da Música na comunidade de África localizada na Redinha e a artista plástica Lídia Quaresma por levar sua arte ao CEDUC.

Aos seus 14 anos de idade Danilo que já contava com mais de 300 livros, por seu gosto pela leitura decidiu compartilhar e dar oportunidade a outros jovens e pessoas para poderem ler e aprender mais. A Biblioteca Comunitária Juscelino Kubitschek (JK), foi fundada em 2008 e hoje já está com mais de 3 mil livros, frutos de doações e que atende além de pessoas da comunidade e do município de Almino Afonso/RN, de municípios circunvizinhos.

Fonte: Blog RG News

Gostou da Postagem?

0 comentários:

Postar um comentário