quarta-feira, 13 de julho de 2011

Livro e Cordéis foram lançados no último domingo

Aconteceu no último domingo (10) na sede do Sindicato dos trabalhares e Trabalhadoras na Agricultura Familiar (Sintraf) de Messias Targino o lançamento do livro “A Saga dos Limões-Negritude no Enfretamento ao Cangaço de Jesuíno Brilhante”, de Epitácio Andrade Filho. E o lançamento dos Cordéis: “A História de Chica Brejeira”, de Basto do Córrego Verde e o “Grande Encontro do Cangaceiro Jesuíno Brilhante com o Cabo Preto Limão”, de Gil Holanda.

Um grupo de mais de 20 membros da Comunidade Quilombola do Jatobá prestigiaram o evento. “Estamos aqui para homenagear e agradecer o que o nosso amigo Epitácio fez por nós”, disse Sandra líder da Comunidade.

Quem esteve presenta também foi familiares de Chica Brejeira, a sua filha Maria da Conceição falou da felicidade de toda família pela homenagem feita através do Cordel: “Estamos todos muito felizes com esse momento de reconhecimento”.

O cordel “A História de Chica Brejeira” retrata em 40 estrofes de 07 versos, a história da mulher de maior longevidade já registrada no Rio Grande do Norte. Dona Chica Brejeira nasceu no Sítio Salobro, zona rural de Messias Targino/RN, em 15 de setembro de 1884, e morreu em 31 de dezembro de 2003, aos 119 anos. Desde adolescente, cultivava o hábito de “fumar brejeiro” (cigarro de palha), daí o apelido, constituindo um verdadeiro desafio à ciência contemporânea, quando se associa o fato de ser descendente de escravos e ser mulher pobre do sertão nordestino.

O Vereador Pôla Pinto aproveitou o evento para pedir o esforço de todos os segmentos local para viabilizar o projeto Memorial Chica Brejeira, projeto esse que vem sendo trabalhado por o Sintraf com o apoio de Epitácio Filho. "O projeto do Memorial Chica Brejeira será uma grande conquista cultural e ainda terá função de gerar desenvolvimento”, destacou Pôla Pinto.

Informações do Blog do Pôla Pinto

Gostou da Postagem?

0 comentários:

Postar um comentário